Funcionários do hospital uniram-se para ajudar Jennifer de Araújo.

Os colegas de profissão de Jennifer de Araújo, a mãe de Maëlys, uniram-se para ajudar a enfermeira a ultrapassar este momento de luto, após os restos mortais da menina luso-descendente de nove anos terem sido descobertos esta quarta-feira.

Os 1300 funcionários do hospital em Pontarlier juntaram os dias de licença de trabalho e ofereceram-nos à colega. No total, são 572 dias de férias, o que equivale a dois anos e meio. Esta medida faz com que Jennifer continue a receber o salário mensal mesmo sem trabalhar.

“Esta solidariedade não nos surpreendeu, mas ficámos muito emocionados quando chegou”, exclamou Lydie Lefebvre, a responsável sindical da Confederação Federal do Trabalho à imprensa francesa.

Esta ainda referiu que é Jennifer quem decide o que fazer com estes dias de licença, “se quer voltar progressivamente a tempo parcial ou a tempo inteiro”.

Fonte: CM

Comentários Facebook