Águias aceleraram e ‘meteram as mãos’ nos milhões e os pés na Champions

Encarnados vencem na Grécia e têm lugar garantido na fase de grupos da Liga dos Campeões. Jardel, Salvio (2) e Pizzi foram os marcadores da partida em Salónica.

O Benfica garantiu, na noite desta quarta-feira, um importante ingresso para a fase de grupos da Liga dos Campeões depois de vencer em Salónica, na Grécia, no terreno do PAOK (1-4), em jogo referente à 2.ª mão do playoff de acesso à fase de grupos da Champions. Depois de um empate na Luz (1-1), a equipa de Rui Vitória conseguiu afastar os gregos com uma bela exibição ao mesmo tempo que garantiu a entrada de 43 milhões de euros nos cofres encarnados.

Primeira parte com duas facetas distintas. O PAOK entrou forte, com as linhas subidas e a fazer pressão alta sobre as águias. O conjunto grego, apoiado pelo forte apoio das bancadas, chegou mesmo à vantagem no marcador logo aos 13 minutos. Através de um livre estudado, o PAOK apanhou o Benfica desprevenido e bateu mesmo Odysseas.

O Benfica, porém, acabou por reagir e passados sete minutos Jardel (20’), na sequência de um canto, empatou a partida com um golpe de cabeça. Seis minutos após o primeiro golo, o guardião do PAOK cometeu um lance insólito, entregou a bola a Cervi e depois cometeu falta sobre o argentino.

Grande penalidade assinalada a favor do Benfica, Salvio foi chamado a converter o castigo máximo e não vacilou. O internacional argentino não acusou a pressão e completou a cambalhota no marcador (26’).

Ainda antes do intervalo, o Benfica chegou ao terceiro tento naquela que foi a melhor jogada de todo o encontro. Cervi e Grimaldo combinaram no corredor esquerdo, o lateral espanhol cruzou atrasado para Pizzi (39’) que disparou forte e rasteiro para o fundo da baliza de Paschalakis.

A segunda metade da partida abriu praticamente com mais um golo do conjunto português. O defesa Varela cometeu falta sobre Jardel e o árbitro apontou novamente para a marca de penálti. Salvio, mais uma vez chamado a converter o lance de castigo máximo, atirou para o meio da baliza e voltou a bater o guardião da equipa grega, deixando o jogo praticamente resolvido.

Os gregos ainda tentaram reagir, mas o Benfica foi controlando as investidas do PAOK. Aos 77 minutos, ‘machadada’ final para os gregos depois de Léo Matos receber ordem de expulsão. O defesa do PAOK entrou com tudo sobre Cervi e deixou os companheiros reduzidos a dez unidades.

O jogo chegou ao fim e o Benfica venceu mesmo na Grécia e garantiu um lugar na Liga dos Campeões, realizando um encaixe financeiro muito importante: 43 milhões de euros.

Fonte: Notícias ao minuto

Comentários Facebook

You may also like...